Quais suplementos são consumidos por atletas atualmente?

Quais suplementos são consumidos por atletas atualmente? Descubra como adiciona-los em sua dieta e melhorar o seu rendimento.

Nos dias atuais, a busca de um corpo musculoso e atrativo deixou de ser o único objetivo daqueles que praticam atividade física, visto que a preocupação com a saúde e a qualidade de vida ganharam relevância.

Muitas vezes, a boa alimentação, o exercício físico e a disciplina não são bastantes para atingir os objetivos pessoais, quer sejam de ganho de massa e/ou emagrecimento, necessitando de suplementação específica, caso a caso e de boa qualidade e procedência.

Para construir o tecido muscular o suplemento deverá conter muita proteína, que também auxilia a recuperação das lesões em treinos mais pesados.

Para a queima de gordura, os termogênicos são indispensáveis para a aceleração do metabolismo e o aumento da disposição para o treino.

Para complementar a alimentação e repor vitaminas e sais minerais em quantidades corretas, as melhores opções são os suplementos vitamínicos.

As melhores opções em suplementos, segundo a abordagem acima são:

  1. Whey Protein: ajuda no ganho de massa e na recuperação muscular.
  2. Creatina: é indicado para quem pratica treinos mais intensos.
  3. BCAAS: são aminoácidos de cadeia ramificada e fontes de energia.
  4. ZMA: são essenciais para quem levanta peso.
  5. Multivitamínicos:aceleram os processos metabólicos do organismo.
  6. Glutamina: fornece energia, fortalece o sistema imunológico e minimizando a fadiga muscular.
  7. Ácidos graxos essenciais: gordura boa, aumenta a massa muscular e ajuda também na fadiga do músculo.
  8. Termogênicos: queimam as gorduras e auxiliam no desempenho do treino.
  9. Hipercalóricos: Indicados principalmente para as pessoas mais magras que buscam aumento de massa
  10. Óxido nítrico: transporte do oxigênio, controle dos níveis de glicose, hipertrofia e produção de energia.
  11. Caseína: utilizada para ganho ou manutenção de massa muscular.
  12. Albumina: manutenção e construção de músculos e tecidos.

Ultimamente, ganhou fama outro componente também utilizado para ampliar os processos de hipertrofia muscular e queima de gordura, sem os riscos dos esteroides anabolizantes, são os chamados SARMs, moduladores seletivos do receptor de androgênio (Selective Androgen Receptor Modulators, em inglês). A grande diferença dos SARMs e que faz com que eles sejam os preferidos de muita gente na academia é que, em tese, eles têm uma ação um pouco diferente.

De toda forma, o que se acredita é que, segundo profissionais e fisiculturistas é possível observar, é que os SARMs são uma alternativa mais saudável do que os hormônios esteroides (aqueles normalmente injetáveis). Sua utilização, assim que iniciada, provoca no organismo a mensagem para o início da produção de proteína, tal qual os demais anabolizantes, com o aumento da testosterona, importante hormônio sexual masculino, imprescindível para o ganho de massa.

Existem vários tipos de SAMRs  auxiliando no crescimento e aumento da resistência muscular, combate da fadiga e emagrecimento, dependendo do tipo utilizado, como por exemplo:

MK-2866 (Ostarine):  utilizado para manter e aumentar a massa magra

LGD-4033 (Ligandrol): objetiva o ganho de massa e a redução de gordura corporal, como também melhora os níveis de força, às vezes mais rapidamente do que o aumento de massa. Tem incríveis benefícios anti-catabólicos transformando sua gordura corporal e ajudando a evitar a perda de músculo.

MKGH (MK-677): libera hormônios de crescimento como alternativa ao uso do HGH, estimulando a glândula pituitária a produzir hormônios de crescimento (GH), sem afetar os níveis de cortisol, auxiliando na perda de peso, na melhora da resistência e aumento da massa muscular.

S-4 (Andarine): age no tecido ósseo, combate a osteoporose, sem produzir desenvolvimento da próstata e outros órgãos sexuais secundários; promove, em algumas pessoas, a diminuição da gordura corporal. As diminuições na gordura corporal dependem da genética da pessoa, mas ela certamente terá fortes efeitos na capacidade do corpo de oxidar o tecido adiposo.

GW-501516 (Cardarine): visa ao emagrecimento, queimando gordura e impedindo perda muscular. Estimula os ácidos graxos e faz com que eles se ataquem e queimem apenas as células de gordura, poupando músculos ou qualquer outro tecido. A velocidade e o funcionamento do metabolismo aumentam e isso faz aumentar o nível de resistência e habilidade, melhorando seus treinos de maneira exponencial,

YK 11: inibidor dos efeitos da miostatina, promovendo o crescimento e fortalecimento muscular;

Chamar o YK-11 de um SARM é duvidoso e existem alguns artigos em sentido contrário, uma vez que seus efeitos colaterais androgênicos não se mostram limitados, como na maioria dos SARMs. São duas teorias sobre esse produto:  para os cientistas japoneses é dito ser o mais forte entre todos os SARMS.

Para quem se filia à corrente japonesa,  maior benefício do SARM YK-11 é, sem dúvida, o fato de que ele pode mudar a capacidade do corpo para gerar músculos, aumentando a quantidade de músculo que pode ser adicionado, devido à inibição da produção de miostatina, um composto que reduz o crescimento muscular.

Além desses efeitos de construção muscular muito poderosos, o YK-11 pode oferecer os outros benefícios que os SARMs geralmente fornecem, como perda de gordura, melhorando a força e aumentando a capacidade de recuperação mais rápida, ganhando massa magra e quebrando o Platô devido a inibição da miostatina.

Na hora que comprar qual a melhor escolha? Nacional ou Importado?

Uma das diferenças decorre do processamento das matérias primas. Outra é a cotação de matérias primas feita por laboratórios nacionais com o intuito de baratear os custos, adquirindo ingredientes de pior qualidade. Por fim, a fiscalização dos produtos importados, nos Estados Unidos, é efetuada pelo FDA, rigoroso na verificação da autenticidade da composição do suplemento.

O suplemento importado ainda é a melhor opção do mercado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *