Quais vitaminas são essenciais para sua saúde?

Você já sabe quais vitaminas precisa ingerir para manter-se saudável? Descubra aqui.

A alimentação adequada, com consumo preferencial de alimentos frescos e biológicos, é a melhor maneira de prevenir a avitaminose ou falta e vitaminas. Uma alternativa para que sejam supridas as necessidades do organismo é a suplementação vitamínica.

As vitaminas promovem a melhora da pele e mucosas, agem sobre o sistema nervoso, trabalhando o metabolismo dos açúcares, das gorduras e das proteínas. Fornecem energia ao organismo. Melhoram a oxigenação celular. Ajudam nos processos de cura e rejuvenescimento. Agem nos glóbulos vermelhos, células nervosas, no equilíbrio hormonal e na beleza da pele, sobre o tecido conjuntivo, tem poder desintoxicante, combatem o stress e também atuam como antibiótico natural, auxiliando na cura de doenças e infecções.

  • Vitamina A – Também denominada de Retinol é necessária para manter a pele, a visão e o sistema imunológico saudáveis. A vitamina A exerce numerosas funções importantes no organismo, como ação protetora na pele e mucosas, além de exercer papel essencial na retina e na capacidade funcional dos órgãos de reprodução. É encontrada na cenoura, fígado, manteiga, manga, gema do ovo, queijo.
  • Vitaminas do Complexo B – É um complexo vitamínico de várias substâncias: B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico) B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina). As vitaminas do complexo B são essenciais para uma pele saudável, unhas e crescimento do cabelo. Elas são do grupo das vitaminas solúveis em água que desempenham papeis importantes no metabolismo celular. O complexo B é o maior responsável pela manutenção da saúde emocional e mental do ser humano. As vitaminas B são necessárias para que o corpo possa transformar os carboidratos, as gorduras e as proteínas em energia e utilizá-los com a finalidade de formar e reparar os tecidos corporais. A carência destas vitaminas pode provocar efeitos como debilidade muscular, paralisia, confusão mental, transtornos do sistema nervoso, problemas digestivos, anemia aguda e insuficiência cardíaca. Fontes: carne, castanhas, nozes, couve, espinafre, feijão, cereais integrais, leite e ovos.
  • Vitamina C -Também chamada de ácido ascórbico, a vitamina C desempenha importante função na manutenção do tecido conjuntivo, fortalece o sistema imunológico contra processos infecciosos, atua como poderoso antioxidante, facilita a absorção de ferro, colabora com a síntese de alguns aminoácidos e, também, confere resistência a ossos e dentes. A Vitamina C desempenha um papel importante na manutenção do suporte da função imunológica. Como um antioxidante, a Vitamina C ajuda a neutralizar os radicais livres, que são prejudiciais às células. Esportistas estão constantemente expondo o corpo ao estresse da atividade física intensa, o que pode enfraquecer o sistema imunológico. É exatamente por isso que a vitamina C é amplamente usada por atletas, ajudando-os a se manterem sempre saudáveis e ativos. Fontes: acerola, limão, laranja, goiaba, morango, caju, kiwi, abacaxi, manga, pimentão, brócolis, couve e tomate.
  • Vitamina D – A vitamina D é importante no processo de absorção de cálcio e fósforo do intestino, mineralização, crescimento e reparo dos ossos. Ela ajuda na proteção da massa óssea, no controle da pressão arterial, na manutenção do peso, funcionamento adequado da tireoide, prevenção de tumores. A principal fonte de vitamina D é a luz solar, que estimula a produção da substância pela nossa pele. De 10 a 15 minutos de contato com a luz do sol, já são suficientes. Apesar do nome, a vitamina D não é uma simples vitamina é um hormônio esteróide, obtido principalmente através de exposição ao sol, e não via dieta. Há pouquíssimos alimentos que realmente têm algum nível de vitamina D naturalmente, e mesmo alimentos ditos “fortificados” não contêm vitamina D suficiente para chegar perto das necessidades diárias. Pode ser encontrada na manteiga, gema do ovo, leite, óleo de fígado e peixes.
  • Vitamina E -A maioria dos benefícios da vitamina E é resultado de suas qualidades antioxidantes. Isso significa que ela se associa ao oxigênio e destrói os radicais livres. Ela impede que as gorduras poli-insaturadas e outros compostos sensíveis ao oxigênio, como a vitamina A, sejam destruídos pelas reações prejudiciais da oxidação. Existem evidências significativas de que a vitamina E oferece proteção contra a doença cardíaca, além de desacelerar a deterioração associada ao envelhecimento. O efeito dessa vitamina na prevenção de doença cardíaca pode ser sensível ao tempo e à dose. A vitamina E também age como um antioxidante nos alimentos. Nos óleos vegetais, ajuda a evitar que eles sejam oxidados e estraguem. Da mesma maneira, impede que a vitamina A dos alimentos oxide. Isso torna a vitamina E um conservante de alimentos muito útil. As mulheres que sofrem de displasia mamária geralmente sentem alívio com a suplementação de vitamina E. A displasia caracteriza-se por dores nas mamas, às vezes, com nódulos benignos ou inchaço, normalmente essas dores começam alguns dias antes do período menstrual. A vitamina também pode ser benéfica a pessoas com diabetes. Ela melhora a ação da insulina e o metabolismo da glicose no sangue diminuindo o estresse oxidativo. Fontes: semente de girassol, pimentão, amêndoas, carnes, laticínios, cereais integrais e óleos vegetais.
  • Vitamina K – A vitamina K é o nome genérico para diversas substâncias necessárias à coagulação normal do sangue. A principal forma é a vitamina K1 (filoquinona ou fitomenadiona), encontrada em plantas, principalmente em folhagens verdes. A vitamina K2 (menaquinona) é formada como resultado da ação bacteriana no trato intestinal. A vitamina K3 (menadiona), composto lipossolúvel sintético, é cerca de duas vezes mais potente biologicamente que as vitaminas K1 e K2. Fontes: fígado de porco, alface, espinafre, repolho, trigo e aveia.

Para consumir as quantidades diárias necessárias você precisa ficar atento à forma de preparo, que muitas vezes acaba com as vitaminas encontradas no alimento. Por isso, a suplementação de vitaminas pode ser uma saída para você se manter saudável e obter todas as vitaminas que precisa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *