Quanto mais Treinado, menos Treinável.

quanto mais treinado menos treinavel

Você já ouviu alguém dizer essa frase? “Quanto mais Treinado, menos Treinável.”.

Então, para melhor entendimento, precisamos antes entender alguns conceitos do Treinamento Físico. Principalmente o significado de Homeostase e Adaptação.

Homeostase

A Homeostase é uma propriedade orgânica que tende manter o organismo numa constância equilibrada. Esse estado é dado a partir do equilíbrio entre os sistemas de degradação e regeneração orgânica. Existem algumas outras definições, tais como alostase e homeorese, que significam diferente constância ou busca de equilíbrio, respectivamente.

Adaptação

Segundo Weineck (2000) a adaptação é a capacidade do organismo de se reorganizar em respostas as exigências internas e externas.

Quando falamos de adaptação dentro do Treinamento Físico (TF), estamos falando das alterações reversíveis, que seguem em resposta ao Princípio da Reversibilidade, significando que toda a adaptação mediada pelo treinamento pode ser revertida para os níveis pré-treino quando o programa de treinamento for interrompido.

Ou seja, conforme você vai intensificando o seu treinamento o seu corpo vai se adaptando. O que pode ser totalmente reversível caso haja um pausa muito longa na rotina de treinos.

De fato, a definição mais apropriada para as alterações metabólicas, neurais e hormonais mediadas pelo treinamento é proposta por Guedes Jr (2007) como ajustamentos ou aclimação.

Agora que já ficou claro os dois termos acima, podemos então voltar a afirmação: “Quanto mais treinado, menos treinável.”.

Esta afirmação sugere que quanto maior o nível de treinamento do individuo menor é a resposta desse frente a novos estímulos mediados pelo programa de treinamento.

Essa resposta tende a ocorrer, pois existem dois lados referentes ao ajustamentos do treinamento. O primeiro é o positivo, onde os estímulos gerados pelo treinamento desequilibram a constante homeostática e geram posterior aumento da capacidade orgânica.

Já o Ajustamento negativo está relacionada a aplicação de estímulos de mesma intensidade, ou seja, mesma velocidade de corrida ou método de treinamento de musculação (ex:4×8) que não são mais capazes de alterar essa constante hemostática do organismo, não proporcionando novos ajustamentos.

Portanto, um estimulo que foi forte e adequado, com o tempo pode se tornar fraco e ineficiente. por este motivo que muito atletas conseguem observar grandes resultados nos primeiros meses de treinamento e com o tempo vai notando uma resposta menor do organismo.

Então… O que fazer?

O Treinamento Físico tanto para a saúde quanto para melhora do rendimento físico, pode ter efeitos opostos se o programa de treinamento não seguir as variáveis do treinamento (intensidade, volume e frequência) e principalmente o famoso Principio da Sobrecarga, que significa a importância da aplicação de novos estímulos, com o intuito de gerar uma nova resposta. Caso esse principio não for respeitado, ocorre a manutenção e posterior redução das benefícios adquiridos com a pratica do treinamento.

Por isso, deve-se sempre respeitar as progressões de carga em resposta Individual, a partir do uso da modificações dos métodos e manipulações das variáveis do treinamento.

Devemos entender que o treinamento e suas progressões devem ser bem estabelecidas e respeitando o Principio da Individualidade Biológica, onde um individuo é diferente do outro.

Cada pessoa responde de modo distinto as diversas formas de treino. Sendo necessário o acompanhamento de um profissional exclusivo para cada atleta.

Caso esses princípios não forem respeitados podemos gerar estímulos muito fortes que impedem o próprio organismo de assimila-lo, podendo provocar as Síndromes de Overreaching e posterior Overtraining, causando queda da performance do treinamento.

Analise melhor o seu treino e lembre-se. O que pode estar dando certo para o seu amigo, pode não ser o melhor para você. E você pode nem perceber isso agora, e sim após um longo período de treinamento.

Até a próxima!

3 comments

  1. Pingback: Treino Monstro para ganho de massa muscular mais rápido!

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *